Arquivo | Leitura do mês RSS feed for this section

Top 10 – Livros

31 dez

É bem como disse: Sou de extremos. Segundo post da semana e dessa vez será o nosso primeiro TOP 10 de livros.

Então sem mais delongas….

10. Jogos Vorazes

9. As crônicas de Nárnia

8.  Se um viajante numa noite de inverno

7. Felicidade Clandestina

6. Precisamos falar sobre o Kevin

5. O ensaio sobre a cegueira

4. Dom Casmurro

3. O Hobbit

2. Travessuras da menina má

1. Cem anos de solidão

Leituras Setembro

3 out

Este post está um pouco atrasado, mas é que me faltou ânimo para vim aqui falar das leituras do mês, não por elas terem sido ruins, ao contrário foram muito boas, mas vamos ao que interessa.

No mês de setembro me entreguei ao incrível mundo do Douglas Adams, sim finalmente li a famosa “triologia” de cinco livros e posso dizer que fiquei impressionada. O Guia do Mochileiro das Galáxias a principio pode nos parecer algo bobo, mas ao contrário disso, ele é um livro que nos propõem questões interessante sobre a sociedade e isso tudo com muito humor. Gostei muito de toda a série, mas principalmente o segundo e o quarto livro, mas posso dizer que o final que Adams deu à série foi fantástico, foi um final imprevisível, mas que me fez ficar surtada (risos) e me garantiu muito riso.  É legal observar também, que em determinados momentos o autor conversa com o leitor. Então o que posso dizer é que super recomendo esta série.

“O principal problema – um dos principais problemas, pois são muitos -, um dos principais problemas em governar pessoas, está em que você escolhe para fazê-lo. Ou melhor, em que consegue fazer com que as pessoas deixem que ele faça isso com elas.” – O restaurante no fim do universo – Douglas Adams pag. 140

Outra leitura que realizei foi o livro de poesias de Cecília Meireles, uma seleção feita pela filha da própria Cecília, Maria Fernanda, crianças, esse livro é incrível, até postei algumas poesias aqui no blog e espero de coração que vocês abram o coração para a poesia que é realmente algo belíssimo. Posso dizer que meu livro ficou cheio de post-it, adorei!

E por fim, encerrei o mês com Lavoura Arcaica de Raduan Nassar, não vou dizer o que achei aqui, pois em breve vocês encontraram uma resenha minha deste livro que posso adiantar ser maravilhoso no blog Livretando. Mas posso dizer que é fantástico.

Este post vai ficar enorme, mas como eu sei que quase ninguém lê esse blog mesmo (risos) vou contar as novidades e falar sobre a leitura que estou realizando.

Primeiro as novidades, já que entrei no assunto Livrentando… Há mais ou menos um mês entrei em uma seleção deste blog para virar resenhista e recebi a feliz noticia de que fui uma das selecionadas, então além de vocês me encontrarem por aqui, poderão também me encontrar aqui. Espero vocês lá!

E para finalizar, vamos falar das leituras que estou realizando. No mês de setembro fiz aniversário e fui presenteada pelo meu amigo Rafa com o livro Felicidade Clandestina da Clarice Lispector, é um livro de contos maravilhoso, mas como eu disse a ele, estou economizando o livro, lendo apenas um conto por dia, pois estou triste só de saber que ele vai acabar. Então como vocês podem perceber estou amando de todo coração esse livro. E estou lendo também o incrível livro do Italo Calvino, indicação também do meu amigo Rafael, Se um viajante numa noite de inverno.

Pessoal, por hoje é só!

Até breve

 

 

 

Leituras do mês

29 ago

Como tenho certeza que não irei ler mais nenhum livro este mês resolvi fazer o post das leituras realizadas agora de uma vez.

Leituras propostas:

  • As crônicas de Nárnia – C.S. Lewis
  • A História Final – Álvaro Cardoso
  • 1984 – George Orwell
  • Melancia

Leituras realizadas:

  • As crônicas de Nárnia (resenha)
  • O último voo do flamingo – Mia Couto
  • A história final (resenha)
  • Cristianismos puro e simples (resenha)
  • Feliz dia dos namorados – Charles M. Schulz
  • 1984

A proposta desta tag é falar um pouco sobre cada leitura realizada, mas como fiz resenha de alguns livros vou falar somente daqueles em que eu não comentei nada aqui, o único que não vou falar será o “Feliz dia dos namorados” porque este eu quero fazer um post especial.

O ultimo voo do flamingo

Mia Couto

Eu havia lido um livro do Mia Couto na época do vestibular, ele era uma das leituras indicadas e tenho que dizer que gostei muito, nunca havia lido nenhum autor africano, e gostei de ler o português de Moçambique. Recordo que nas aulas de Literatura o professor sobre explicar direitinho cada metáfora que continha naquele livro que também era cheio de símbolos. Este ano decidi que gostaria de ler outra obra dele e escolhi este livro que é o quarto romance do autor.

O livro se passo após um tempo da guerra civil, quando os soldados da ONU estão em Moçambique para acompanhar o processo de paz, porém em uma vila chamada Tizangara, estranhamente soldados começam a explodir sendo encontradas apenas algumas partes deles.

Assim como o outro livro que li do autor, este é cheio de simbolismos, trazendo um pouco da cultura daquele povo. Personagens são muito bem construídos e a história é envolvente, você fica curioso para saber o que está acontecendo. O português é bem poético e o autor traz um pouco sobre o conflito entre a modernidade e antiga cultura local.

(o outro livro que li dele chama-se “Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra”)

1984

George Orwell

Também já havia passado pela experiência de ler George Orwell, e como diz meu amigo “É impossível ler Orwell e permanecer indiferente”. O autor através deste livro nos leva a questionar a sociedade em que vivemos, o livro é um tanto antigo, mas consegue ser atual nas suas ideias. O livro se passa em uma geração futurista, sim ele foi publicado em 1949, o que faz do ano 1984 um futuro bem distante da realidade do autor. Trata-se de um país que vive diante de um governo totalitário, onde as pessoas são controladas por teletelas, aparelhos que nunca podem ser desligados, estas funcionam como televisores onde também tem um mecanismo de filmagem. A população é alienada, e por isso ninguém se questiona sobre os atos do governo. Tudo é controlado por esse governo que aparece na imagem de um “Grande Irmão”, imaginem, ele é capaz de controlar o passado (apagando a história e reescrevendo para adaptá-la a realidade local) e até o pensamento.

“Gerra é Paz, Liberdade é escravidão, Ignorância é força.” (Lema do partido do livro)

O livro é excelente! Existem alguns momentos bem perturbadores e por isso optei em ler juntamente com algum outro livro, mas Orwell consegue nos incomodar, nos tirar de um lugar comum e a questionar o que anda acontecendo.

Sobre as leituras do mês de setembro, eu não vou fazer nenhuma programação, posso adiantar que estou lendo três livros:

  • Fora de órbita – Woody Allen
  • O ano da morte de Ricardo Reis – José Saramago
  • Cecília Meireles Seleções – Maria Fernanda

Provavelmente irei ler a “triologia” do O Guia do Mochileiro das Galáxias.

Até breve!

Leituras do mês #2

29 jul

O mês está acabando e vim falar um pouco sobre a minha meta literária que foi completamente por água abaixo.
Leituras propostas:

• Ensaio sobre a lucidez – José Saramago
O Estrangeiro – Albert Camus
• Vidas Secas – Graciliano Ramos

 

Aqueles que acompanham o blog sabem que fiz um post no inicio do mês falando das leituras que estava disposta a fazer, o primeiro livro que coloquei como meta foi Ensaio sobre a Lucidez do Saramago, e infelizmente não consegui concluir. Eu já havia lido um livro do Saramago e gostei muito da forma que ele escreve (a pontuação dele é bem diferente) e também sobre a sua visão critica sobre a sociedade. Porém, eu não consegui engrenar na leitura de Ensaio sobre a lucidez, talvez não seja o momento de ler este livro, por isso resolvi deixar para mais tarde.

Leituras Realizadas:

• O Estrangeiro – Albert Camus
• O conto da ilha desconhecida – José Saramago
• Bonequinha de Luxo – Truman Capote
• Histórias de Cronópios e de fama – Júlio Cortázar


O segundo livro que me propus a ler foi O Estrangeiro. Galera, esse livro é fantástico, ele inicia com o personagem falando que ele havia acabado de receber a noticia da morte da mãe, e nessa primeira parte notamos a relação seca dele com este fato. E durante parte do livro eu estava questionando quando ele iria fazer a viagem ao exterior, afinal o livro tem o título de O Estrangeiro, porém percebemos que na verdade ele é estrangeiro desde o inicio do livro, não estrangeiro em um país, mas sim no planeta. Ele é um cara totalmente diferente. Bem, adorei o livro e pretendo ler em breve outras obras do autor, afinal o cara recebeu o Nobel de Literatura e isso não é qualquer prêmio.
Eu também disse que iria ler Vidas Secas, mas fui à Biblioteca Pública, que agora virou um anexo da minha casa (risos), e peguei dois livros, Bonequinha de Luxo do Truman Capote e Histórias de Cronópios e de Fama de Júlio Cortázar. Como devem ter percebido, a leitura de Vidas Secas foi adiada. Mas durante o meu passeio à Biblioteca um amigo que me acompanhou, disse que eu precisava ler O Conto da Ilha Desconhecida do Saramago, e eu iria ler lá na biblioteca mesmo, mas estava sem almoço, então chegando em casa procurei na net e li…


Sobre o conto da ilha desconhecida, ele é um livro pequeno, porque como o nome já diz,trata-se de um conto, mas é muito lindo, e todos devem ler!Eu fico sem palavras para descrever tal obra, mas ele nos trás algumas reflexões muito interessantes. Então vou deixar o link para vocês aqui.


Sobre o livro do Cortázar eu nunca havia lido obra nenhuma dele, acredito que a mais famosa, me desculpe se estiver enganada, seja O Jogo da Amarelinha, este eu também quero ler, mas como o meu companheiro queria lê-lo e a cota dele de livros já estava ultrapassando, peguei este para iniciar e depois emprestá-lo. Gostei muito, achei interessante a forma que o autor fala sobre coisas simples do nosso cotidiano, coisas que talvez nunca tenhamos pensado em falar. É um livro pequeno e rico e despertou minha curiosade sobre as outras obras do autor.


Bonequinha de luxo – Gostei da forma que Capote escreve. Eu sempre falo sobre a forma de escrever do autor, pois é o que mais me chama a atenção e neste caso específico, li este livro justamente para observar a escrita, já que Capote foi um jornalista importante e meu amigo já havia me dito que é muito legal a forma que ele escrevia. Depois de ler este livro concluo que a leitura de A Sangue Frio é obrigatória para mim, e logo vou pegar na biblioteca da faculdade e comento com vocês.
Bem sobre as leituras de agosto eu posso antecipar que já iniciei uma delas que é As Crônicas de Nárnia, leitura que eu já interrompi umas três vezes, mas agora eu quero muito terminar. Gente, como vocês devem ter notado, essa é uma lista que pode sofrer alterações, mas acho que vou seguir a seguinte ordem:

• As crônicas de Nárnia – C.S. Lewis
• A História Final – Álvaro Cardoso
• 1984 – George Orwell
• Melancia – Marian Keyes

Como vocês podem notar vai ser bem variada a minha leitura, um livro infanto-juvenil porque é de uma série que fui ler na adolescência e na biblioteca que eu pegava livros não tinha o ultimo livro da série, e eu preciso terminá-la (risos) e um chick lit porque estou precisando rir um pouco e dar um descanso a mente.
Bem, post longo, mas espero que tenham gostado.

Link do Conto de Ilha Desconhecida: http://www.ufrgs.br/tramse/pead/textos/saramago.pdf

PS.: Para quem ainda não leu nada do José Saramago, aproveitem para ler o conto, pois nele dá para notar o estilo diferenciado na escrita do autor.

Leituras do mês

2 jul

O post já está atrasado, mas acabei enrolando um pouco para escrever, pois estava em duvida se iria ou não resenhar o ultimo livro de junho.

Leituras de Junho:

O cavaleiro inexistente – Ítalo Calvino ;

Um amor para recordar – Nicholas Sparks (sim, eu leio Sparks. Aliás essa foi a segunda vez que li este livro.)

Um copo de cólera – Aluízio Abranches;

Cem anos de solidão – Gabriel Gárcia Márque

Cem Anos de Solidão

O melhor livro do mês foi Cem anos de solidão, prova disso é que não consegui copiar nada no meu caderninho pq iria acabar copiando todo o livro, mas fiz várias marcações com post-it. Apaixonei-me muito pela família protagonista da história e consegui sentir a solidão vivenciada por todos eles, senti na pele a dor de cada um e chorei por algumas mortes. Estava pensando em fazer a resenha do livro, mas acho que não consigo primeiro por se tratar de Gabriel García Márquez, acho que fazer tal resenha não será algo fácil e segundo pela a paixão que tive pelo o livro, iria acabar descrevendo muito, em vários detalhes e não atenderia a proposta do blog. Mas posso dizer que está é uma leitura obrigatória e que logo, talvez no próximo ano eu irei reler.

“Depois de atravessar o oceano à sua procura, depois de haver confundido com paixão as mãos veementes de Rebeca, Pietro Crespi havia encontrado o amor.”

Cem anos de solidão – Gabriel García Márquez

Leituras para Julho:

Ensaio sobre a lucidez – José Saramago

O estrangeiro – Albert Camus

Vidas secas – Graciliano Ramos

Não escolhi quatro livros, pois acredito que a leitura de Saramago dessa vez vai tomar mais tempo, meu propósito é termina-lo ainda essa semana, mas como não consegui dar aquela engrenada na leitura, não vou correr com ele, afinal Saramago é para ser saboreado aos poucos.

Bom, espero voltar logo.

Até breve!