Archive | maio, 2012

Palavras Proibidas

20 maio

Enquanto dormia você visitava os meus sonhos. Há muito tempo não nos encontrávamos e talvez por isso resolvesses aparecer em um lugar onde tudo pode ser dito sem qualquer receio, mas mesmo sabendo que nos sonhos tudo é possível e nada é proibido, o medo invadiu meu coração.

Você me procurava com tamanho desespero e demonstração de saudade que a única coisa que poderia fazer era comparecer ao encontro que me solicitaste. Fui depressa, correndo, cheia de uma saudade que só descobriria em meus gestos, pois antes de encontrá-lo não sabia que meu coração estava tão saudoso.

Abraçamos-nos cheios de loucura e até mesmo paixão, e enquanto nos abraçávamos eu acariciava seus cabelos e então você encostou teus lábios em meus ouvidos e sussurrou uma confissão cheia de convicção que mesmo nos sonhos nos era proibido de dizer:

– Eu te amo!

Eu assustada com o peso dessas palavras dizia:

– Não, você não pode…

E despertei abraçada em mim mesma enquanto falava com temor o seu precioso nome.

Thalita Alvarenga

Travessuras da Menina Má

19 maio

“Foi só vê-la para reconhecer que,mesmo sabendo que qualquer relação com a menina má estava condenada ao fracasso, a única coisa que eu realmente desejava na vida, com a mesma paixão que outros dedicam a perseguir a fortuna, a glória, o sucesso ou o poder, era ela, com todas as suas mentiras, suas confusões, seu egoísmo e seus desaparecimentos.”

Mario Vargas  Llosa – Travessuras da Menina Má

Travessuras da Menina Má

14 maio

“Bastou vê-la para descobrir que, naqueles anos,

eu não a tinha esquecido um único momento.

Estava tão apaixonado como no primeiro dia.”

Mario Vargas  Llosa – Travessuras da Menina Má

Para Sempre

3 maio

Sinopse – Para Sempre 

A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a “Krickitt” com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

  • Editora: Novo Conceito
  • Autor: KIM CARPENTER
  • ISBN: 9788581630083
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2011
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 144
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio

Minha leitura:

Continue lendo